Conheça o enredo do GRES Caprichosos do Boa Vista para o Carnaval 2018

CAPRICHOSOS DO BOA VISTA
Inezita, Menina da Cidade, Caipira de Coração

Dá licença, meu senhor,
Dá licença minha sinhá,
Cheguei agora da estrada
E peço licença para eu contar,
A história de uma menina,
Que vocês não vão acreditar.
Nascida em berço de ouro,
No tempo dos lampiões de gás,
Lá da velha capital
Ela tinha de tudo,
Mais uma coisa parecia faltar.
Sabia ela piano, acordeom e violão,
Mas o que ela queria mesmo
Era a viola tocar
Cantar igual os peões,
Que a boiada ela via levar
Nas fazendas da família,
Que nas férias ia visitar.
Cresceu então a menina,
No meio dos livros estudou
E muita gente conheceu
Cantava e tocava para os amigos
E com um deles iria casar.
A curiosidade que tinha cresceu,
As coisas do povo simples foi pesquisar.
E foi assim, que nos palcos foi parar.
Anotava em seus caderninhos
Cantigas, folias, toadas,
De todo esse Brasil,
Deu a voz a um povo,
Cantou a “marvada” da pinga
Ao mesmo tempo que rondava
Os corações dos sambistas.
Fez rádio e também atuou,
Chegou até à televisão,
Mostrou aquele país,
Que tanto tempo se ignorou.
Por tanto tempo em suas mãos,
A viola caipira chorou.
Reconhecida ela foi,
Até o samba a homenageou.
Deixou tanta coisa gravada,
Mas muita coisa para trás ainda ficou
Pois um dia, naquele domingo,
Ela teve de nos deixar.
Viola, ó minha viola,
A Caprichosos veio te homenagear
Minha querida menina da cidade,
Inezita, dama caipira,
Rainha da música popular…

Author: Carnaval Virtual

Share This Post On