GRESV Estrela Dalva

ESTRELA DALVA 2

Grêmio Recreativo Escola de Samba Virtual Estrela Dalva

Data de fundação: 04/08/2008
Cores: Verde, Branco e Ouro
Símbolo: Estrela de 8 pontas
Cidade sede: Rio de Janeiro
Escola Madrinha: GRESV Pura Soberba

CARNAVAL 2020

Enredo: 23 de abril
Autor do Enredo: Pedro Souza

FICHA TÉCNICA: 

Presidente: Jorge Goulart
Carnavalesco: Pedro Souza
Interprete: Luizinho Andanças
Patrono: Zé Colméia
Diretor de Carnaval: Rodrigo Ferreira
Mestre de Bateria: El Carecón M.C.

HISTÓRIA:

O G.R.E.S.V. Estrela Dalva foi fundado em 04/08/2008 oriundo de uma reunião de amigos com vontade de ter e participar de mais um evento carnavalesco no ano. A fundação teve participação do Presidente – Jorge Goulart, do Diretor de Carnaval – Rodrigo Ferreira, do carnavalesco – Jonathan Avelino, do compositor – Marcos Mano e de Victor Alves. Após a fundação, foram incorporados na formação da escola o Intérprete – Luizinho Andanças e o Produtor Musical – Maurício Fonseca.

No primeiro ano, um carnaval feito em uma semana, a escola conseguiu sua aprovação para desfilar no Grupo de Acesso da VirtuaFolia que seria realizado meses depois, com o enredo: “Gralha Azul, símbolo de uma nação”. Buscando o acesso ao Grupo de Elite da VirtuaFolia, a escola opta por fazer um enredo sobre o carnaval, intitulado “Bem ou mal, isso é carnaval”. A escola então conquista o vice-campeonato do acesso e sobe ao Grupo de Elite, grupo ao qual jamais saiu.

Para sua estreia, em 2010, entre as principais escolas da VirtuaFolia, a Estrela Dalva optou novamente por um enredo sobre a noite, intitulado “Estrela Dalva, que seu brilho me guie e sua beleza me mostre os mistérios da noite”, alcançando a 9º colocação.

Em 2011, insatisfeita com o resultado do ano anterior, a escola opta, pela primeira vez em sua história, por um enredo menos sério e mais bem humorado. Apesar da 8º colocação, talvez esse tenha sido o carnaval inesquecível da escola. Com o enredo: “Vai dar merda”, a escola contou tudo que é “uma merda”, além de ameaçar o corpo de julgadores com uma tremenda confusão caso a nota 10 não viesse na apuração. Foi a primeira e única escola até hoje a abrir buraco em carnaval virtual e a atrasar o seu tempo de desfile de propósito, para fazer, de fato, valer o enredo. Com a paradona de El Carecón M.C. durante o desfile, o carnaval de 2011 se tornou inesquecível para quem assistiu o carnaval virtual.

Em 2012 e 2013, foram os últimos dois desfiles solo do carnavalesco Jonathan Avelino na agremiação. Em 2012, a escola novamente opta por um enredo bem humorado, conquistando até então sua melhor posição no carnaval virtual, 5º colocação com o enredo: “Não vale a pena ver de novo”. A Estrela Dalva contou em seu enredo, todo tipo de tema que passa, certamente, todo ano na Sapucaí como: Orixás, Cabral, Fenícios, Celtas, etc. Em 2013, a escola opta em voltar a realizar um enredo com uma pegada mais séria e retorna ao 8º lugar, com o tema: “Em memória e honra de Agepê”.

Para 2014, a escola pela primeira e única vez, opta por uma dupla de carnavalescos, Jonathan Avelino e Pedro Souza (Já conhecido pelos carnavais realizados na União Vermelho e Branco). Com o enredo: “O ti-ti-ti do Açaí”, a escola conta uma história fictícia da fruta e conquista seu melhor resultado no carnaval virtual, 2º lugar no Grupo de Elite da VirtuaFolia.

Em 2015, o carnavalesco Pedro Souza assume sozinho o carnaval da escola. Apesar da 4º colocação, 2015 representa o ano em que a escola menos perdeu ponto somando todos os quesitos. Com o enredo: “Since 1500, o jeitinho brasileiro de ser”, a escola assume de fez sua pegada em enredos com muito humor e alegria.

Em 2016, a escola preparou um enredo sobre videogames, intitulado “Press Start”. Porém, apesar do barracão ter terminado todos os trabalhos e o samba ter sido gravado, a VirtuaFolia encerrou as atividades. O enredo ficou “na gaveta”, para quem sabe, uma reedição posterior.

Em 2020, voltamos a realizar carnaval virtual. Com o retorno de toda a equipe tradicional da escola (Jorge Goulart, Rodrigo Ferreira, Luizinho Andanças, Pedro Souza, Victor Alvese Maurício Fonseca), faremos um carnaval tradicional sobre São Jorge e a representatividade do dia 23 de abril. Esperamos trazer alegria, bom humor e obviamente, buscamos engrandecer a disputa do carnaval virtual.

Amizade foi o que fez a escola chegar até 2020 sem nenhuma mudança drástica em sua estrutura. Ela que gere a energia da Estrela Dalva e é ela que sempre fará a escola continuar fazendo carnaval.

Por fim, agradecemos também pessoas que foram importantes e participaram dessa caminhada com alguma contribuição. São elas: Marina Marques, Rafael Rafic, Léo Pizziolo, Daniel Reis, Leonardo Bora, Gabriel Haddad, Carolina Helena, Henrique César, Victor Brito, Adalmir Menezes, Cacau, Ângela, Chicão, Maria de Fátima, Jerônimo Goulart, Ricardo Delezcluze, Zé Paulo, Leonardo Bessa, Jeferson Couto, Igor Vianna, Igor Sorriso, entre tantos outros que fizeram a Estrela Dalva chegar até onde chegou. Nosso muito obrigado.

E aí? Tá certinho? Então senta na ponta da Estrela e voa…

AnoEnredoColocaçãoGrupo
2008Gralha Azul, símbolo de uma naçãoAprovadaGrupo de Avaliação
2009Bem ou Mal, isso é carnavalVice CampeãGrupo de Acesso
2010Estrela Dalva, que seu brilho me guie e sua beleza me mostre os mistérios da noite9º lugarGrupo Especial
2011Vai dar Merda8º lugarGrupo Especial
2012Não vale à pena ver de novo5º lugarGrupo Especial
2013Em memória e honra de Agepê8º lugarGrupo Especial
2014O ti-ti-ti do AçaíVice CampeãGrupo Especial
2015Since 1500, o jeitinho brasileiro de ser4º lugarGrupo Especial
2016---
2017---
2018---
2019---
202023 de abrilGrupo de Acesso