GRESV Rosa Vermelha

rosagrande-380x250 - Alexandre Garcia

Grêmio Recreativo Escola de Samba Virtual Rosa Vermelha

Fundação: 09/05/2013
Cores: Vermelho, Branco e Dourado
Símbolo: Rosa Vermelha
Cidade-Sede: São Paulo/SP, Rio de Janeiro/RJ e Porto Alegre/RS

CARNAVAL 2017

Enredo: Deusas da Pele de Fogo
Autor do Enredo: Victor Farias

FICHA TÉCNICA: 

Presidente: Alexandre Garcia
Carnavalesco: Victor Farias
Intérprete: Mateus da Rosa

HISTÓRIA:

A Rosa Vermelha é uma Escola de Samba Virtual fundada em 9 de Maio de 2013 por três amigos apaixonados por carnaval que decidiram criá-la a fim de se divertir e participar de Desfiles Virtuais. Nosso primeiro desfile ocorreu em 2014 e desde então conseguimos colocar a escola na avenida todos os anos

AnoEnredoColocaçãoGrupo
2014Boi Garantido - Sonho, Criação e Legado de Lindolfo Monteverde10º LugarGrupo de Avaliação
2015Há um Caminho de Esperança! 4º LugarGrupo de Avaliação
2016Rosa - Um Conto barroco na grandeza de uma Flor.10º LugarGrupo Especial
2017Deusas da Pele de FogoGrupo Especial

Notícias Relacionadas

  • Samba Oficial 2017 – GRESV Rosa Vermelha

    Deusas da Pele de Fogo Compositor: Aílson Picanço   Interprete: Mateus da Rosa Rufa o tambor! Tremula maracá! Eu sou a deusa da pele de fogo Rosa vermelha canta a saga do meu povo Ouça a flauta sagrada, cantiga milenar O canto tukano-dessana Bramidos pela madrugada O ritual vai começar Ôôô ôôô xamã na aldeia […]
    Ler mais
  • Rosa Vermelha anuncia seu enredo para o Carnaval Virtual 2017

    A Rosa Vermelha, 10ª colocada do Grupo Especial em 2016, também se adiantou e pôs no ar a sinopse para o Carnaval Virtual 2017. O enredo, assinado por Victor Farias, traz a força da mulher indígena, da tribo Tukano-Dessana. Confira a sinopse da Rosa Vermelha para 2017:   DEUSAS DA PELE DE FOGO   Né […]
    Ler mais
  • Rosa Vermelha divulga sinopse para o Carnaval Virtual 2016

    Rosa – Um conto barroco na grandeza de uma flor. Proposta do enredo Nélson, com seu cavaquinho, que me dê licença para fazer de seus versos o fio que conduzirá o nosso humilde carnaval? Me dê as flores em vida O carinho, a mão amiga, Para aliviar meus ais. Depois que eu me chamar saudade […]
    Ler mais