Pirapuan! Conheça o enredo do Acadêmicos do Sabiá para o Carnaval Virtual 2022
maio18

Pirapuan! Conheça o enredo do Acadêmicos do Sabiá para o Carnaval Virtual 2022

Mais uma estreante no Carnaval Virtual prepara a sua estreia e divulga enredo para o Carnaval Virtual 2022. O GRESV Acadêmicos do Sabiá apresentou o enredo que levará para o seu desfile no Grupo de Acesso II do Carnaval Virtual. De autoria de Felipe Camargo e Theo Neves, “Pirapuan” é o enredo da vermelha e branca do Rio de Janeiro/RJ irá apresentar no Carnaval Virtual 2022. Confira abaixo a sinopse do enredo: PIRAPUAN O mundo se transforma a cada detalhe, na pele ao chão, na dor, na dúvida, na descoberta. Séculos atrás, antes desse lugar ter verde e amarelo como cores oficiais, antes mesmo de ser um lugar único, a vida era outra muito diferente. Vamos a um tempo em que, nessas terras, o ser humano e a natureza seguiam no mesmo sentido. Homens e mulheres se dedicavam à vida e, em um ritual alucinógeno, buscavam encontrar a forma plena de enxergá-la. Viravam lendas, trocavam de pele, mudavam seus corpos, se transformavam em animais. Era o humano a conexão viva entre o chão e o céu. Voaria, rastejaria, nadaria, sobre outras formas que não a carne e osso próprias. O homem e a natureza eram um só. Era ele zoomorfo, era a mata e tudo nela também. Onça e águia, jacaré e mico leão, uirapuru e tracajá, pirarucu e tucano, jararaca e traíra. Partiam esses homens e mulheres, rumo a mais um ritual comum de seus dias: nas águas guardadas por Iara, buscar a carne branca, o alimento. Na pesca, a argila que fez o corpo do homem se unia à magia do leito. E antes de tocar o homem, as águas se tocavam, doce e sal, rio e mar; encontro que estabelecia limites e o casamento de reinos. A vida marinha também era vegetal. E ali, na esquina do mar com o rio, avistou-se o inusitado. O que era? Corpo grande, denso, extenso, coberto de folhas, cascas e coisas mais. Cortava as águas com força, as crianças só poderiam se assustar. Tronco? Ou seria monstro, um gigante jacaré? Pirarucu encantado, será que era? Talvez, o mais abusado dos botos? Ou, quem sabe, a própria protetora Iara, mãe d’água? Os que avistaram poderiam levantar armas, chorar ou até achar que a mente perderiam, a depender do que seria. Já pensou, se fosse ela, a serpente encantada maior que rodeia outros lugares? Foram os humanos buscar a resposta. Nenhuma divindade entregava, o enigma seguia rio a dentro. Mata fechada ou leito, era o comentário geral. A pesca foi interrompida, a vida cotidiana também; a rotina virou procurar saber. Na alucinação foram buscar saída, e ali viram que eram possibilidades infinitas;...

Read More
Beija-Flor Pernambucano apresenta a lona deste circo chamado Brasil no Carnaval Virtual 2022
maio18

Beija-Flor Pernambucano apresenta a lona deste circo chamado Brasil no Carnaval Virtual 2022

Estreante na folia virtual, o GRESV Beija-Flor Pernambucano divulgou o enredo que será desenvolvido para o seu desfile no Grupo de Acesso II do Carnaval Virtual. A escola de Olinda/PE levará o enredo “A lona deste circo chamado Brasil”, de autoria de Sérgio Souza. Confira abaixo a sinopse do enredo: Bem-vindos ao Circus Brasilis! Nesse nobre picadeiro  iremos apresentar a beleza e a energia positiva do circo para darmos uma visão análoga ao circo que vivemos no país neste momento. O circo monumental é um lugar organizado, com trabalhadores, artistas, um lugar disciplinado, diferente do “Brasilis”, o circo da galhofa, a lona desse circo chamado Brasil reflete com  irreverência o circo que se tornou a política brasileira. Todos nós brasileiros somos equilibristas, na corda bomba e ainda temos que fazer mágica pra pagarmos nossas contas, somos aquele palhaço  que ri de si mesmo, onde a realidade virou piada.  Fazemos cara de “palhaço”, no adjetivo, quando vemos que tudo tem um novo preço. Ficamos “de saco cheio” e “prato vazio” enquanto o saltimbanco de terno e gravata enche o próprio bolso e ri da nossa cara… Ah, quem me dera, num truque de mágica poder mudar essa tal situação, onde aquele que me rouba nem posso chamar de ladrão! Que venha então o Pierrô, eterno palhaço, que  apesar dos pesares vem para brincar o Carnaval!  Venha Pierro!  trazer de volta  a esperança equilibrista, ela está na alma de cada sambista, que resiste e que  com muita alegria, nunca desiste. O show tem que continuar…. Argumento do enredo por Sérgio Souza Inspirado no samba enredo “Circo...

Read More
As Filhas de Israel, conheça o enredo da Estrela Dalva para o Carnaval Virtual 2022
maio17

As Filhas de Israel, conheça o enredo da Estrela Dalva para o Carnaval Virtual 2022

O GRESV Estrela Dalva divulgou o enredo que levará para a disputa do Grupo Especial 2022 do Carnaval Virtual. A escola do Rio de Janeiro/RJ apresentará o enredo “As Filha de Israel”. Confira abaixo a sinopse do enredo: As filhas de Israel  Deuteronômio 23:17 “Não haverá rameiras dentre as filhas de Israel…” Shalom! O judaísmo surge de Abraão e sua devoção, de Noé e sua redenção e de Moisés e sua libertação. Fixa-se na “Terra Prometida”, a “Canaã”, a região da Judeia, às margens do Mediterrâneo. Resistiu às dominações assíria, romana e seljúcida. Espalharam-se pelo mundo e Israel passou a ser mais que um lugar físico, mas um sonho de retorno de seus filhos e filhas. Estabeleceram-se em várias regiões do mundo. No Leste europeu, mantiveram acesas as tradições milenares: a herança materna da religião, a leitura do Torá, os brit milá, bat mitzvah e bar mitzvah, os festejos de Purim, a purificação no Yom Kippur, a libertação de seu povo no Pessach, o festival das luzes do Hannukkah e a alegria do Rosh Hashanah. Odessa, cidade marítima, a pérola do Mar Negro. A mais cosmopolita das cidades do Império Russo, localizada na atual (e que assim continue) Ucrânia. Recebeu as artes eruditas, assistiu revoltas sangrentas e tornou-se set de filmagens. Invadida pelo exército alemão, viu sua prosperidade naufragar pela guerra e pela fome. Nesse cenário de incertezas, as donzelas em idade de se casar temiam, angustiadas, por um futuro sem marido, sem família, sem futuro… Imagine o sofrimento de ser mulher e judia! Em plena guerra que exterminou milhões de enjeitados, que humilhou as minorias, que afanou suas conquistas. O monstro nazifascista alimentava-se de sonhos – mas os sonhos mantiveram-se acesos! Nesse caos, o amor surge em suas vidas e as pobres meninas judias se apaixonaram pela promessa de casamento em outras terras, longe da guerra e da fome. Sedutores, galanteadores e bem articulados enredaram sobre elas histórias de como a vida seria melhor nos trópicos, de como haveria fartura e paz, em uma Nova Canaã! Enganadas! Foram aliciadas de forma vil e suja! Perceberam a traição no caminho, descobriram que os vermes as estavam levando para o Brasil para serem prostituídas. Abandonaram-nas na casa da Rua das Marrecas, 28, as jogaram à própria sorte, as obrigaram a lidar com todo tipo de homens e lhes tomaram todos os ganhos com a prostituição compulsória. Ah, mas elas se uniram! Mantiveram acesa a força de suas tradições, não perderam a fé e a lembrança de seu povo. Regaram a amizade e a perseverança de conseguir sair dessa vida, de retomar o rumo de suas vidas e voltarem a ser...

Read More
Uma mágica! Império da Carlota apresenta enredo para o Carnaval Virtual 2022
maio17

Uma mágica! Império da Carlota apresenta enredo para o Carnaval Virtual 2022

O GRESV Império da Carlota apresentou o enredo que marcará a sua estreia Grupo Especial do Carnaval Virtual. Em 2022, a escola de Betim/MG irá cantar o enredo “Da Carlota uma mágica”, de autoria de Badu. Confira abaixo a sinopse do enredo e as regras do concurso de samba da escola: Sinopse  Respeitável público! Como num passe de mágica, o show vai começar. Luzes e encantos refletem a magia no olhar de cada espectador. Cartas de baralho e dados brincam nas mãos que fazem iludir, e da cartola, entre coelhos e outros truques de mestre, um enredo é revelado para nos encantar. Simsalabim! Essa mágica começa há tempos onde contam os antigos que tal fascínio já encantava multidões, o maravilhamento do teatro provocava espantos repentinos, onde o estranhamento e a surpresa faziam parte do espetáculo. Mas só foi mesmo no Egito antigo que os primeiros truques foram realizados com maior destaque, fazendo muitos perderem a cabeça tentando decifrar os enigmas. E assim os adivinhos da faraó tinham importante papel na magia do poder, usando os saberes ocultos para planejar ataques e estratégias de batalha. Desde esse tempo, pessoas de todos os cantos paravam para ver essa arte de encantar, e em Alexandria não foi diferente. Em uma época onde diversas crendices conviviam no mesmo território, aqueles que detinham maior controle sobre os mistérios conseguiam ter mais seguidores. Os templos realizavam verdadeiros espetáculos unindo conhecimentos empíricos com truques que enganavam o olhar. A sedução do mago com o seu público fez com que feiras e espaços públicos fossem o local perfeito para as performances que encantariam gerações. Hocus Pocus! Esse fascínio se expande e viaja mundo adentro levando cada vez mais magia ao povo. De forma itinerante esses artistas seguiram trazendo pequenos momentos de delírio a lugares remotos por toda a Europa. Porém nem todos se deixam levar por tal feitiço, e o que era ilusão esbarra na realidade. Considerada diabólica a mágica é proibida, elevada à categoria de bruxaria e prática pagã, essa não era bem vista pela Igreja pois até os santos duvidavam que os truques não vinham de ordem sobrenatural. Os conhecimentos mais diversos são utilizados para não deixar-se perder essa prática de tanto arrebata e assim, do oriente viria a primazia dos truques de cartas e bolas de cristal que os ciganos dominavam há séculos. O futuro radiante permite que na luz de um novo século a mágica possa renascer. Os físicos, entediados com seu saberes de enciclopédia, começam a utilizar de tais conhecimentos para fazer encantos recreativos, e assim a ciência adentra nessa história fazendo com que as dimensões dos espetáculos aumentasse cada vez mais....

Read More
Dom João apresentará o grande circo místico em sua estreia no Carnaval Virtual
maio17

Dom João apresentará o grande circo místico em sua estreia no Carnaval Virtual

Fazendo sua estreia no Carnaval Virtual, o GRESV Dom João divulgou o enredo que irá levar para a disputa do Grupo de Acesso II. A tricolor de São Paulo/SP apresentará o enredo “O Grande Circo Místico”, de autoria de Igor Cesar Cine. Confira abaixo a defesa e sinopse do enredo: Defesa do Enredo: Neste ano, iremos homenagear o aclamado espetáculo: “O Grande Circo Místico” Escrito em 1982, (vinte anos depois, em 2002)  carnavalizado na Sapucaí e virtualizado em 2022 (vinte anos depois) no Carnaval Virtual. Para isso, criamos uma narrativa fictícia, baseada em fatos reais, que irá ilustrar toda a história por trás desta obra. O Ciclo agora estará completo!… Carta aberto para o público: Respeitável público O espetáculo vai começar O locutor anunciou: O Grande Circo místico chegou! Hoje o céu curitibano, e também paulistano, será de lona. Acomoda-se o público na poltrona, retoca make a mona… A luz acendeu, as cortinas se abriram o show vai começar: Tem Pierrô, Colombina e Arlequim O triângulo atemporal. Tem Frederico e Beatriz, que deram início a este belo carnaval. Se apresenta o malabarista Na corda bamba, a equilibrista Deixam a plateia em estado de graça. Palhaços, na pista, com a cara pintada Transformam a tristeza em gargalhada. E no palco o mágico em um show de ilusão Tira de dentro da cartola… – o que será? O que tem dentro é surpresa! somente a Cigana pode revelar. E neste ano, a cigana fez a previsão: “Irá voltar na sua telinha: a Dom João!” Se prepare minha gente, a bigoduda paulistana vai conquistar seu coração! “Um Grande Circo chega em terras Curitibanas” O ano era 1983… Às margens da lagoa, numa grama esverdeada, Joca, um pequeno piá, brincava e saltitava entre as capivaras. De repente, um super salto, e em seguida, uma cambalhota. “Agora, chegou a hora do meu grande truque de mágica!”, e do chapéu empoeirado emprestado de seu avô, retirou um velho ursinho de pelúcia, deixando a plateia, de capivaras, em êxtase. Tudo isso fazia parte da sua imaginação. E essa alegria surgiu ao descobrir que um grande circo iria chegar em sua cidade… A inspiração: “Uma história de Amor” O jovem Frédéric, contrariando os planos de sua casta e tradicional família, fugiu de casa para dedicar a vida ao circo. Tudo isso, por causa do despertar de uma grande paixão por uma acrobata da companhia, a Beatriz. Esse é o resumo da história que inspirou o poeta e modernista brasileiro Jorge de Lima, que, em 1938, transformou-a em poema, com título: “O Grande Circo Místico”, obra parte do livro A Túnica Inconsútil. O livro e poema, apesar do tema lúdico,...

Read More